terça-feira, 30 de junho de 2009

Casillero Del Diablo


Chardonnay 2008. Uvas colhidas em abril. Cor amarelo limão. Aroma fresco e intenso, com presença de abacaxi, frutas cítricas e maçã verde, com um toque de vanilla. Elegante e harmonioso, com final de boca prolongado e suave.


Preço: 6,95 €

Casillero Del Diablo


Cabernet Sauvignon 2008, este chileno do Valle del Maipo, monocasta Cabernet Sauvignon estagiado durante 8 meses em barricas de carvalho americano, é um vinho de cor rubi intensa e corpo de volume mediano, fresco, quase sumarento, de álcool discreto e final curto. Desta estrutura macia se libertam aromas e sabores (bastante intensos) de frutos negros — ameixa e groselha negra — com alguma barrica à mistura.


Preço: 6,95 €

Casillero Del Diablo


Carmenere 2008. A cor é de um purpura muito carregado, o aroma é agradável com um leve toque a chocolate , este vinho está no seu auge por isso deve ser bebido já. Na boca também está muito equilibrado e sem quaisquer defeitos, é um cabernet muito bem conseguido, bem maturado. Dada a qualidade deste vinho, pode acompanhar quase todos os pratos sem que perca toda a sua elegância no entanto, aconselho a que experimentem acompanhar este vinho, com por exemplo um patê de faizão, fica uma delicia. Deve respirar cerca de 15 minutos antes de ser consumido para que possa alcançar todo o seu potencial.


Preço: 6,95 €

Ramos Pinto

Ramos Pinto Vintage 2007
Na boca é bem estruturado, extremamente encorpado, aliado a uma fruta madura mas muito viva, taninos vigorosos que lhe conferem grande capacidade de envelhecimento.Depois do jantar, acompanha bem os queijos da Serra e outros queijos gordos. Ideal para acompanhar um charuto potente.
Preço: 47,79 €

Ramos Pinto

Ramos Pinto 30 anos
Foi elaborado a partir de vinhos provenientes das Quintas da Ramos Pinto, que se situam nas melhores áreas da Região Demarcada do Douro. O 30 Anos é um lote de diversos vinhos do Porto, que estagiaram em cascosdurante décadas nas caves da Ramos Pinto, em Vila Nova de Gaia.

Preço: 67,20 €

Ramos Pinto


Ramos Pinto 20 Anos
Foi elaborado a partir de vinhos provenientes da Quinta de Bom Retiro, um “blend” com uma idade média de 20 anos, um tawny adulto e sofisticado.
Preço: 50,20 €

Ramos Pinto


Quinta de Ervamoira 10 Anos

Foi elaborado com vinhos de elevada qualidade provenientes da Quinta de Ervamoira por lotação de vinhos de colheitas de diversos anos. Os vinhos novos conferem-lhe vigor e frescura e os mais velhos complexidade e “raça”. O aroma e paladar característicos são resultado da “arte” do chefe da Sala de Provas.
Preço: 27,10 €

Ramos Pinto


LBV 2003
O estilo vivo e elegante da Ramos Pinto está bem presente neste LBV 2003. Alegre e macio, deixa a boca quente e perfumada a pedir mais…

Preço: 18,30 €

Ramos Pinto

LÁGRIMA TINTO
A sua tipicidade aromática é caracterizada devido ao seu potente fruto dominante e denso, denunciando uma profunda maturação de frutos, tais como a ameixa seca, figo, amora, framboesa e cereja.
Preço: 8,58 €

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Herdade do Portocarro


Herdade do Portocarro. De cor granada, mostra aromas de fruta madura, especiarias, café freNegritosco e tosta. No seu conjunto, exibe equilíbrio, estrutura e uma longa e marcante persistência

Preço: 14,90 €

Rui Reguinga


Terrenus branco 2008. Cor citrina. Aroma frutado, intenso. Paladar harmonioso, suave; final fresco e mineral.

Preço: 14,90 €

Rui Reguinga


Terrenus tinto 2007. Aroma rico e complexo; no paladar tem bom equilíbrio, taninos suaves, frescura mineral, com final longo e persistente.

Preço: 15,90 €

Kompassus


Kompassus branco 2006. Revela aroma bem elegante, com belas notas frutadas de geleia, frutos, marmelo, pontuadas por nuances fumadas e de especiarias. Grande presença de boca, gordo, untuoso, com uma acidez limonada que percorre toda a prova, e final longo cheio de fruto de qualidade. Um branco muito sério, que vai evoluir bem na garrafa.

Preço: 16,30 €

Kompassus


Kompassus Reserva tinto 2005, Um lote de Merlot e Touriga Nacional apresenta-se muito concentrado de cor, quase violáceo, com aromas intensos a bagas maduras, ameixa, nuances florais. Muito gordo e vigoroso na boca, apesar dos taninos maduros e bem envolvidos, cheio de fruto fresco e vibrante, é um vinho opulento, ainda bastante jovem, com pernas para andar, mas que se bebe desde já com muito prazer.

Preço: 18,30 €

Anselmo Mendes


Contacto é um vinho branco 100% Alvarinho, proveniente de uvas seleccionadas por Anselmo Mendes obtido com desengace total e uma maceração pelicular pré-fermentativa 12 a 24h a 15ºC. Notas de Prova Trata-se de um vinho com um aroma muito intenso, com nuances de frutos cítricos e floral, distinto e elegante onde as qualidades da casta estão bem vincadas. Um vinho macio e seco, frutado à casta com um final fresco e longo com nuances cítrica e minerais”.

Preço: 10,20 €

Altano


Altano Reserva tinto 2006. A família Symington é orgulhosa proprietária de alguns dos melhores vinhedos no Norte de Portugal, incluindo várias quintas nas margens do majestoso Rio Douro. Uvas destas propriedades, detentoras da mais elevada classificação qualitativa do Douro -'letra A' - são recebidas, escolhidas à mão e vinficadas na principal adega da Symington, Quinta do Sol, sobranceira ao Douro, resultando o Altano Reserva duma apurada selecção destas. As castas que compõem este reserva são a Touriga Franca (80%) e a Touriga Nacional (20%).

Preço: 10,20 €

Chryseia


O Chryseia 2007 foi elaborado a partir de uma rigorosa selecção de uvas provenientes da Quinta de Perdiz, da Quinta da Vila Velha e da Quinta do Vesúvio.Dos 178.000 Kgs de uvas vinificadas, efectuou-se uma criteriosa triagem que correspondeu a 35.600 garrafas de Chryseia. Notas de Prova Cor viva e intensa. Nariz muito fino e complexo, conjugando o caractér floral da Touriga Nacional com notas frutadas de amoras e cerejas preta, assim como uma sugestão de bacon. Na boca revela-se sumptuoso e doce. Muito longo no paladar com grande concentração, embora sem excessos. Um vinho de grande pujança mas ao mesmo tempo elegante, com um final de boca sedoso e longo.Bruno Prats, Fevereiro de 2009

Preço: 42,80 €

Quinta do Vesúvio



Pombal do Vesúvio (T) 2007: Mantém uma matriz de Touriga Nacional e Touriga Franca. Como se esperava, está muito mais desabrochado que o Quinta do Vesúvio, nariz focado na fruta madura de qualidade (ameixas e cerejas pretas), mas aparece, minutos depois, também algum bret (nas duas garrafas provadas), terra húmida, mineralidade, tudo a potenciar a complexidade do conjunto. Com o passar do tempo no copo mostra ainda notas poderosas a cacau. Boca com componente de vegetal seco, taninos bem presentes, e fruta (agora vermelha) menos evidente que aquela (mais madura) que mostrava no nariz.

Preço: 12,90 €

Quinta do Vesúvio


Quinta do Vesúvio (T) 2007: Lote de Touriga Nacional (70%), Touriga Franca (20%) e Tinta Amarela (10%). Virtualmente opaco na cor, violácea no bordo do copo. Muito bem no nariz, com as tourigas a revelarem fruta madura para além do esperado carácter floral. Grande casamento com a madeira onde estagiou, que se sente de forma equilibrada e atenua a grande concentração do vinho. Boca mais vegetal do que o nariz faria prever, tem nervo suficiente mas não é do tipo brutal. Ao invés, tem taninos de seda, consegue mesmo trespassar uma sensação de graciosidade e manter um perfil sedoso, o que demonstra os cuidados na sua vinificação. Final médio-longo que se espera ainda melhorar em garrafa.

Preço: 42,80 €

Vintage Quinta do Vesúvio


Quinta do Vesúvio Vintage 2007

15 a 20 anos é o tempo de guarda atribuído a este tao jovem vintage da Quinta do Vesúvio.A colheita, como habitualmente, é manual e a pisa a pé feita em lagares de pedra durante 3 horas por noite.Com corpo vigoroso exibe notas de pimenta e amoras pretas com taninos bem integrados.

Preço: 49,20 €

Vintage Warre´s


Warre´s Vintage 2007
95-98 Pontos, James Suckling
“O nariz é fabuloso, com amora-preta, alcaçuz e
chocolate preto. Encorpado, meio doce e muito, muito
denso. Na boca é sedutor, com taninos polidos e
redondos, que afagam o palato. É provavelmente
ainda melhor do que o fantástico 1994.”

Preço: 47,80 €

Vintage Dow´s



Dow´s Vintage 2007
É com grande satisfação que anunciamos o Dow’s Porto Vintage 2007, um
vinho de grande qualidade, com a raça de vinhos tais como o Dow’s 1896, 1908, 1945, 1966
e 2000. A classificação da Dow’s entre os principais produtores de Porto Vintage assenta na
excelência das nossas Quintas do Bomfim e da Senhora da Ribeira, donde gerações da nossa
família têm desenvolvido o característico estilo – mais seco – da Dow’s.

Preço: 47,35 €

Vintage Graham´s


Graham´s Vintage 2007
Entre mais de 50 vinhos do Porto Vintage que James Suckling, um dos
mais conceituados provadores, pontuou recentemente numa prova
cega, o Porto Vintage 2007 da Graham’s ficou mais uma vez entre os
melhores vinhos.
Os melhores Portos Vintage das minhas provas cegas no Porto,
Portugal, são todos provenientes das melhores quintas do vale do
Douro... 2007 é um ano clássico, igualando alguns dos melhores anos
recentes, tais como 2003, 1994 e 1977.
James Suckling, Wine Spectator, Maio de 2009
Preço: 50,43 €

terça-feira, 23 de junho de 2009

Dona Berta


Dona Berta Reserva branco 2008 Rabigato, cor brilhante, bem amarelada, dando já notas de boa evolução em garrafa, que se confirmam na prova, o nariz é intenso, cheio de frutos, citrinos e algum mineral, revela uma grande frescura, o paladar é untuoso e volumoso, com uma bela acidez, é um vinho complexo e com estrutura, o final é persistente e bem saboroso.

Preço: 15,40 €

Dona Berta


Dona Berta Reserva tinto 2005, apresenta uma cor rubi carregado e boa profundidade. O aroma é intenso, com notas de frutos vermelhos e plantas silvestres entrecortadas com os aromas conferidos pela boa maderira de carvalho. No boca, prima pelo equilíbrio e elegância, sobressaindo a acidez típica do terroir, que lhe confere uma final longo e atraente e assegura uma boa longevidade em garrafa.

Preço: 17,40 €

Niepoort



O Redoma Branco é um vinho fresco, equilibrado e elegante, a sua acidez natural é o elemento
chave para este equilibrio. As vinhas do Redoma Branco têm mais de 60 anos de idade e estão
plantadas a uma altitude que varia entre os 400 e os 800 metros, a esta altitude as temperaturas
são mais amenas e permitem maturações mais longas e equilibradas. Obtendo-se assim vinhos
com bons teores de acidez e grande vivacidade, com a concentração e intensidade das vinhas
velhas mas sem que sejam gordos o demasiado pesados.

Preço: 14,56 €

Niepoort


Tiara 2008, as uvas do Tiara foram vindimadas no início de Setembro, após desengace total as uvas foram suavemente prensadas, o mosto obtido foi naturalmente decantado a baixas temperaturas, a vinificação sem inoculação decorreu em inox na presença de borras finas e prolongou-se por um período superior a 4 meses.

Preço: 18,37 €

Niepoort



Charme é um vinho raro do Douro, a sua elegância e complexidade, os seus taninos envolventes,
macios e maduros são a única forma de expressar as vinhas mais frescas e abrigadas de Vale de
Mendiz em pleno vale do rio Pinhão no coração do Douro. Todos os pequenos detalhes que fazem
um grande vinho tornam o resultado final no Charme difícil de alcançar. Apenas as melhores barricas
são consideradas a quando da elaboração do lote final.
Preço: 72,00 €

Niepoort


O Robustus 2005, a segunda edição, não é muito diferente do 2004, aliás, a única diferença é mesmo as caracteristicvas do ano. É curioso que num vinho de estagio tão longo, a diferença entre vindimas seja tão notória. Será estranho mas talvez até, de alguma maneira lógico. O estágio longo lima as arestas, serve de polimento a taninos e estrutura e apresenta um vinho que não é dominado nem por madeira nova e nem pela fruta nova e fresca.Assim, o Robustus 2005 mostra-se mais leve, delicado e com taninos menos presentes. No aroma, o 2004 está mais fechado e denso, enquanto que o 2005 é muito extrovertido e explosivo.Ambos são sem dúvida vinhos de guarda, que irão evoluir muito bem na garrafa. Temos é de dar tempo ao tempo.

Preço: 59,00 €

Mouchão


Ponte de Canas 2006. A cor é um granada profundo, no aroma mostra notas de frutos silvestres, percepções florais e especiaria num conjunto longo e profundo. Na boca é macio, mostra uma deslumbrante frescura e uma longa e elegante persistência. Enólogo: Paulo Laureano

Preço: 16,00 €

Quinta do Crastro

Quinta do Crasto
Vinhas Velhas 2007

Quinta do Crasto Douro Reserva 2007 foi vinificado a partir de uma rigorosa selecção de uvas provenientes de vinhas com uma idade média de 70 anos. A sua grande complexidade e concentração resulta de baixas produções de vinhas velhas e do envelhecimento durante 16 meses em barricas de carvalho Françês e Americano. É um vinho cheio, rico e muito encorpado com fruta intensa bem equilibrado pela firme estrutura de taninos e um longo e persistente final.

Preço: 13,48 € garrafa 0,375

Preço: 27,95 € garrafa 0,75

sábado, 20 de junho de 2009

Wiese & Krohn

Prova Vertical



Colheita 1998, Cor ligeiramente avermelhada. Aromas intensos de cevada e chicória, café com leite e especiarias. a boca apresenta-se mais ténue, algo esbatida e neutra, faltando-lhe o comprimento e intensidade que se esperam de um Porto Colheita. Discretos traços tostados no final de boca. Preço: 16,60 €

Colheita 1997, Cor ligeira avermelhada com destaque natural para as avelãs, especiarias, cereais tostados e um pouco de caramelo. Extraordináriamente torrados na boca, termina repleto de café, alfazema, cereja e estranhamente um pouco de noz. Preço: 17,20 €

Colheita 1996, Cor vermelha topázio. Fortes indicios de caramelo, com a fruta ainda evidente, toques de licor de ginja e pinceladas de cânfora. A boca confirma a presença da fruta jovial, já com alguma complexidade e final franco e intenso. Um bom Colheita na transição entre estilos. Preço: 18,60 €

Colheita 1995, Cor intensa e brilhante, ainda levemente rosada e viva. Generoso na entrega da fruta, na veemência do café e alfarroba, na sedução da cereja. Cheio e impetuoso, expressivo na intensidade da fruta, apaixonado na potência do final de boca. Ainda irrequieto e juvenil. Preço: 19,70 €

Colheita 1990, Cor aloirada carregada. O nariz apresenta-se discreto na presença vegetal e nas suaves notas de avelãs. Discreto, bem-educado, mais elegante que poderoso, afigura-se equilibrado e suficientemente complexo na boca, sem exibecionismos nem floreados. Preço: 27,20 €

Colheita 1987, Cor ligeiramente acobreada, ambarina e brilhante. As notas de mazapan, amêndoa torrada, canela e pimenta branca anunciam-se com pompa e circustância, num estilo exuberante e comunicativo. Untuoso e rico na boca, glicerinado, complexo nas notas de café, licor de café e muito, muito caramelo, termina belissimo, pecando apenas por alguma ausência de frescura na ponta final. O ano escaldante não o deixou ir mais longe. Preço: 39,40 €






Colheita 1983, Cor acobreada intensa e densa. Bons presságios de café, num perfil muito mais mineral que o habitual, repleto de sugestões de tabaco, passas e erva-doce. A frescura é tremenda, a jovialidade esmagadora, a fruta impressionante pela veemência do final de boca e pala demostração de vitalidade e energia. Final triunfal. 18 Pontos Revista Bleu Wine. Preço: 40,52 €

Colheita 1978, Cor ambarina intensa, quase acobreada. O nariz surge especialmente elegante com sinais evidentes de raspas de laranja cristalizada, muito café, tostados, cravinhos, iodo e um toque muito discreto de vinagrinho. Impressionante no volume e sem-cerimonia, na complexidade e potência. Amplo, tremendamente fresco, vigoroso, termina mais viçoso e luxuriante do que a idade poderia fazer advinhar. Enorme! Preço: 72,15 €

Colheita 1976, Cor Aloirada muito escura, quase mogno. Notas inflamadas de frutos secos, sobretudo avelãs, licor de cereja, fermento de padeiro e ameixa em passa. Elegante e harmonioso, sereno e tranquilo, enorme e sério, quase delicado é um colheita clássico, de apelo irresistivel, um exemplo mais que perfeito da sapência da meia-idade. Preço: 68,00 €


Colheita 1968, Cor ambarina escura, quase mogno. Curiosamente, no estilo evoca o Colheita 1978, no vinagrinho, nos tostados e torrados, na extraordinária complexidade e não exotismo das especiarias. A Boca exibe-se mais untosa e glicerinada, concentrada e quase viscosa, poderosa e cheia, um monstrinho de corpo denso e musculado. Mais que elegante ou aprimorado, é uma Colheita carnudo e rijo, de final vigoroso. Preço: 102,85 €


Colheita 1967, Cor nobre profunda. Comove e entusiasma pelo iodo, pelas especiarias, pelo bolo de mel da madeira, pelas passas e fruta cristalizada. Gordo e concentrado, enorme na boca, na intensidade e no volume, termina gigantesco e poderoso mas, infelismente, a ansiar por um pequeno acréscimo de frescura. Preço: 100,00 €


Colheita 1966, Cor cobre muito intensa. Exuberante nas notas tostadas e no mel, animado e entusiástico nas sugestões de especiarias, noz-moscada, cravinho e cardamomo. Profundo e rico, insinuantemente floral e caramelizado, ganharia com um ligeiro acréscimo de frescura que o espevitasse no final de boca. Preço: 113,44 €






Colheita 1961, quase cobre negro, de brilho e vivacidade notáveis. as sugestões de torrefacção são evidentes, com muito café torrado e charuto, leve vinagrinho e especiarias. A boca revela um vinho descumunal, glicerinado e imendo, notável complexidade, nos rendilhados, nos detalhes presentes em cada esquina. Assombroso e enorme! 19 Pontos Revista Bleu Wine Preço: 142,10 €


Colheita 1960, Preço: 140,00 €

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Krohn Colheitas

"Prova Vertical Krohn de 1863 a 1999, depois de uma prova tão alargada, de percorrer tantos anos de história da casa e do Douro, o sorriso estampado no rosto tornou-se inevitavél. Sim, é verdade, os Porto Vintage são vinhos extraordinários na pujança e vigor da juventude, na educação e sapiência que a idade aporta. Mas os Colheita, vinhos eruditos e civilizados por natureza, são vinhos profundamente intelectuais, vinhos que traduzem o esplendor da civilização e culturas ocidentais, exemplos perfeitos da riqueza e complexidade, vinhos de sonho e perdição. Colheitas excepcionais, nascidos no seio de uma empresa pequenissima no tamanho, gigante na qualidade. É bom saber que ainda existem empresas assim."

Colheita 1966 18 valores Preço: 113,44 €
Colheita 1968 18 valores Preço: 102,85 €
Colheita 1976 17 valores Preço: 68,00 €
Colheita 1978 18,5 valores Preço: 72,15 €
Colheita 1983 18 valores Preço: 40,50 €












Crios


A enóloga argentina Susana Balbo sabe fazer vinhos. Este Crios Malbec é prova disso. Um vinho competente do rótulo ao conteúdo. E o que tem este Crios de tão especial? A harmonia de seu conjunto, em que se destacam a macieza dos taninos, o sabor e o aroma plenos de frutas e especiarias como ameixa, uva passa e baunilha, além da intensidade de sua cor rubi.É indiscutível: Susana Balbo sabe fazer vinhos
Preço: 10,45 €

Trapiche

Trapiche está localizada na conceituada região de Mendoza (Argentina) e possui mais de 1.075 hectares de terras distribuídas em sete propriedades. Os vinhedos, em sua maioria, estão situados acima de 700 metros do nível do mar e produzem diversas cepas, com destaque para a Chardonnay e a Malbec. Preço: 6,54 €

Nuno Cancela de Abreu

A Sociedade Agrícola Boas Quintas é um projecto pessoal do enólogo Nuno Cancela de Abreu iniciado em 1991, com o propósito de produzir "Vinho de Quinta" na nobre e renovada Região do Dão. A filosofia que animou o nascimento desta sociedade, baseou-se na produção de vinhos de alta qualidade, com carácter acentuadamente Português.


Acreditamos que as melhores castas regionais de que dispomos, quando bem adaptadas às condições ecológicas (clima, solo e práticas culturais) constituem uma das nossas maiores valias. O testemunho inequívoco do respeito pela garantia de qualidade, está no rigor que nos impomos quanto à escolha dos vinhos para engarrafamento, nomeadamente na produção dos vinhos da Quinta da Fonte do Ouro Reserva e monovarietal de Touriga Nacional. Este último só é engarrafado em anos verdadeiramente excepcionais. Para comercializar os vinhos que não atingem o patamar de excelência, criou-se uma segunda marca "Quinta da Giesta - DOC-DÃO", branco, rosé e tinto.




Rose Giesta floral a violeta e frutos silvestres característica da casta, vinho fresco e marcado pelos frutos silvestres com um final de boca muito suave e agradável.
Branco Giesta aroma citrino, vinho fresco, frutado, equilibrado e fácil podendo ser consumido de imediato ou pode-o guardar por 2 anos a uma temperatura de 17º.
Tinto Giesta frutado, vinho de corpo mediano, confirma a fruta encontrada no aroma e o arredondamento resultante do estágio, final de boca muito suave e agradável.
Fonte Ouro reserva Tinto com um elegante aroma a madeira, na boca sente-se o corpo suave dos bons taninos, os frutos silvestres e uma complexidade e persistência notável. Final de boca suave, agradável e muito longo. Fonte Ouro Touriga Nacional Tinto próprio da casta a groselha madura bem casados com a madeira, sentem-se os taninos robustos, mas suaves e os frutos silvestres com grande equilíbrio e complexidade. Um final de boca muito suave agradável e persistente.

terça-feira, 16 de junho de 2009

Niepoort em Primor



Vintage 2007, a magia do Porto Vintage é diferente em cada fase: enquanto vinho jovem detém o carácter dos frutos jovens, após 20 anos ou mais, os efeitos de um lento envelhecimento em garrafa são revelados e finalmente, depois de várias décadas, o espirito domina o vinho.

Obtenha o seu Vintage 2007 Niepoort em primor e até 15 Setembro tenha um desconto de 10% directos e acumule mais 10% no seu cartão de Cliente.

Preço: 52,27 €

Pedro & Inês


Pedro & Inês 2004 , com a indole forte, por vezes rude, mas de inigualável majestade da casta Baga e com a brandura, exuberância aromática e carácter sedutor da casta Alfrocheiro, produzimos este vinho onde se conjugam na perfeição e personalidade de duas grandes castas portuguesas. Foi com este par ideal que fizémos o vinho "Pedro & Inês", cuja harmonia, elegância e notavel complexidade constituem a nossa homenagem ao amor mais belo, mas tambem mais trágico, da nossa História, que foi vivida em Coimbra na Quinta das Lágrimas. Um Amor puro que irá durar até o fim do Mundo.
Preço: 39,31 €

Marchesi di Gresy/Quinta de Cabriz



PIÂO 2003, dois países, duas regiões, duas castas, dois enólogos Marco Dotta e Carlos Lucas

Preço: 83,15 €

Rui Reguinga



Tributo 2007, produzido a partir das castas Syrah, Grenache, Viognier, este vinho é a expressão perfeita do terroir único das minhas vinhas da provincia ribatejana, a minha terra natal. as caracteristicas que melhor definem este néctar são a elegância, equilibrio e complexidade, apresentado-se com grande potencial de envelhecimento. Beba-o sempre na companhia daqueles que ama.

Preço: 23,30 €

Álvaro Castro



Quinta de Saes Reserva 2007 Estágio Prolongado,

este Quinta de Saes Reserva, é proveniente de uma vinha única muito velha, com uma vindima manual feita com cuidados extremos e executada por várias passagens. a elegancia o equilibrio são as suas caracteristicas.

Preço: 11,20 €

Vinha Paz

Vinha Paz Reserva 2006 Preço: 17,67 €
Vinha Paz Colheita 2007 Preço: 9,50
Vinha Othon Reserva 2006 Preço: 15,20 €


Herdade da Malhadinha


Nas vinhas da Herdade da Malhadinha Nova, propriedade familiar situada em Albernôa no sul da planície Alentejana, foram colhidas á mão as uvas das castas Aragonês, Alicante Bouschet, Touriga Nacional, Syrah e Cabernet Sauvignon. Em 1998, ano de inicio deste novo projecto, nasceu Francisca, primeiro elemento da nova geração da familia. Foi ela quem plantou a primeira cepa dos 20 hectares de vinha da propriedade, o desenho no rótulo deste vinho simboliza uma paixão que queremos partilhar com todos.
Preço: 11,04 €


2004 viu nascer o pequeno João Maria, primeiro menino da nova geração da familia. Este "pequeno" lote, pleno de juventude e irreverência, foi criteriosamente selecionado, esperando que, como a nós, propocione momentos de grande prazer aos apreciadores do bom vinho Alentejano.
Preço: 29,10 €