sexta-feira, 24 de julho de 2009

Passadouro

Situada no Vale de Mendiz - Pinhão, a Quinta do Passadouro, uma propriedade com cerca de 32 hectares, sendo mais de metade com vinhas, surge no centro da região demarcada do Douro. Com as castas durienses Touriga Nacional, Franca e Tinta Roriz este tinto é produzido segundo as técnicas tradicionais (pisa a pé de homem), como se pode ver no site da quinta.
Passadouro 2006, com uma cor forte, carregada, escura, demonstrado a sua vivacidade, e com uns aromas complexos mas mostrando todo o seu esplendor, onde detecta-se as frutas silvestres, o vegetal, notas de chocolate, cacau e até de amêndoa. Na boca o seu fantástico corpo desliza magnificamente, sempre constante, não mostrando uma deficiência... Um grande vinho para ser consumido e para deixar uns anitos na garrafeira porque irá valer bem a pena bebê-lo daqui a uns anos.
Passadouro Vintage, aroma muito fino, onde se percebem notas minerais evidentes, destaca-se a elegância do estilo. Muito carácter na prova de boca, cheio e com bons taninos, é um vintage de futuro risonho que pode ser provado também agora.
Passadouro reserva 2006, notas resinosas de mato rasteiro com toque de flores secas e licorados. Na boca tem uma presença larga e picante, muita especiaria, madeira bem integrada, corpo gordo, taninos vigorosos e final longo e capitoso com leve toque apimentado.

Sem comentários: