sexta-feira, 12 de junho de 2009

É sempre com bons olhos que vejo o surgimento de novas marcas, mais ainda quando essas marcas tem algo de diferente para mostrar, foi assim que a empresa Aveleda tão conhecida pelos seus vinhos verdes, lançou no ano 2006 a colecção denominada Follies. As Follies podem ser encaradas como um impulso criador sem justificação lógica, inserido nas mais variadas formas de arte, são as follies de cada um, o que no caso dos vinhos em questão é aplicável à arquitectura, mais especificamente a detalhes arquitectónicos do Minho e da Quinta da Aguieira situada na Bairrada pertencente à Aveleda, em breves palavras, são as inspirações da alma. Follies organizam perfis de vinhos que proporcionam diferentes momentos de prazer que procuram satisfazer os caprichos e os devaneios mais secretos de cada um, no desfrute de um bom copo de vinho
O vinho branco Aveleda Follies Chardonnay-Maria Gomes a combinação destas duas castas, com notas de mel e amêndoas, foi apresentado como par perfeito no acompanhamento de um peixe assado no forno. O monovarietal tinto Aveleda Follies Touriga Nacional, cuja concentração e notas vivas de frutos vermelhos (ameixas, framboesas, cerejas e morangos selvagens).O verde Follies Alvarinho este vinho apresenta uma cor citrina, um aspecto límpido e brilhante. é um vinho de aroma intenso a frutos tropicais, com muita elegânciae persistência. O Verde Trajadura- Loureiro, tonalidade amarelo suave citrino de rebordo levemente esverdeado, nariz a mostrar um vinho de aroma delicado, intensidade média, frescura de conjunto com a fruta madura (citrinos e tropical) a marcar presença, juntamente com toque floral, em segundo plano surge ligeiro vegetal que se prolonga até ao final de perfil mineral, boca de entrada fresca, corpo médio/suave com boa acidez a dar conta do recado, frutado e final mineral em fundo, de boa persistência.Último vinho a ter sido lançado no mercado, o Aveleda Follies Cabernet Sauvignon -Touriga Nacional, descrito com notas de ameixas, bagas vermelhas, com laivos de notas herbáceas

Sem comentários: